Girassóis e vinho tinto


09/10/2008


Ai,que agonia,meu povo.Crise nos EUA,crise na minha cabeça.E eu não consigo escrever nada que preste.Sem criatividade,sem inspiração.Só tenho vontade de devorar aquela barra de chocalate que está na geladeira aqui de casa.Odeio ficar sem ter o que escrever.Odeio.Aaarrrgh!

Escrito por carolina luisa às 14h23
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Intervalo

Não sei como começar esse poema torto

sem começo.

Me deixou deitada nas estrelas

segurando firme a seda do lençol

revirou meus olhos  sem dó nem piedade

guardou no meu corpo gozos

de seus 20 anos;

Como começar um poema

do teto

depois de escalar paredes e

possuir toda a felicidade por uma noite e meia?

Não,meu querido

você que me deixou transpirar

me deixou gritar

me deixou suspirar

fui e voltei no compasso das tuas vontades

meu corpo foi todo sonho teu.

Agora,adormece no intervalo

dos meus quadris.

Como terminar esse poema

que não tem fim....?

 

 

******************************

poema em construção,ainda sob o efeito noitecombruno.........

Escrito por carolina luisa às 00h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil



Meu perfil
BRASIL, Sudeste, RIO DE JANEIRO, COLEGIO, Mulher, Arte e cultura, Cinema e vídeo, música

Histórico